PT | EN
Publicado dia 20 de fevereiro de 2024

Plataforma própria vs. white label: qual é a melhor estratégia? 

| Tempo de leitura 8 minutos Tempo de leitura 8 minutos
Plataforma própria vs. white label: qual é a melhor estratégia? 

Neste artigo, fazemos um comparativo sobre plataformas white label e plataformas próprias. Navegue no conteúdo pelos links e descubra a melhor opção para a sua empresa: 

Fazer em casa ou comprar pronto? No processo de transformação digital e mesmo de criação de novos negócios, essa é uma dúvida comum e muitas empresas ainda optam por plataformas white label devido ao custo atrativo. Essa escolha vem acompanhada de dores latentes, como falta de controle e personalização, já que muitas das opções disponíveis no mercado não atendem a processos nem jornadas específicas de clientes. Nesse sentido, é essencial reconhecer a importância estratégica de desenvolver plataformas próprias, a fim de otimizar processos e oferecer produtos e serviços aderentes às necessidades dos usuários.  

Pensando nisso, tomadores de decisão, incluindo diretores e líderes de TI, estão cada vez mais focados em melhorar o atendimento das empresas e a eficiência operacional por meio de plataformas que ofereçam flexibilidade, escalabilidade, total integração de sistemas e gestão de dados, sendo capazes de absorver demandas futuras do negócio. Consequentemente, a transição de uma plataforma white label para uma plataforma própria passou a ser vista como um passo crucial para alcançar esses objetivos. Mas, afinal, quais são as vantagens de desenvolver software?  

Plataforma própria: soluções personalizadas para necessidades específicas 


As plataformas próprias são desenvolvidas sob medida para atender às necessidades e aos requisitos dos stakeholders. Construídas para permitir todas as integrações necessárias, elas são indicadas para médias e grandes empresas que desejam total controle sobre o desenvolvimento e a segurança de seus produtos.  

Entre as suas principais vantagens estão: 

  • Personalização e atendimento ao cliente: as plataformas próprias permitem a customização completa da sua oferta digital, já que contemplam funcionalidades sob medida, interfaces intuitivas e experiências de uso personalizadas. Como resultado, sua empresa terá um atendimento ao cliente mais eficiente e satisfatório. 
  • Escalabilidade e crescimento: a expansão da sua empresa depende da sua capacidade de responder rapidamente ao mercado. Isso é especialmente importante na área financeira e de seguros, onde a demanda varia significativamente ao longo do tempo. 
  • Inovação e competitividade: ter o controle total do desenvolvimento de software permite inovar rapidamente e oferecer soluções diferenciadas e user-centered. Isso significa que as decisões de inovação, evolução e melhorias irão depender somente da visão da empresa e das suas necessidades de negócio. 
  • Data-driven development: as plataformas próprias possibilitam um monitoramento estratégico dos dados, gerando insights valiosos que podem resultar em melhorias no produto, além de novas fontes de receita. 

Entretanto, essa estratégia também possui desvantagens:

  • Custos mais elevados: o desenvolvimento de uma plataforma própria requer investimentos significativos, além de tempo e expertise técnica. Isso pode ser um obstáculo para empresas com recursos limitados. 
  • Contratação de profissionais experientes: para garantir o sucesso e a sustentação de uma plataforma própria sua empresa irá precisar de programadores, arquitetos de software e QAs de alta performance. Nesse sentido, a falta de talentos qualificados ou a alta rotatividade podem impactar o desenvolvimento da plataforma a longo prazo.

Plataforma white label: soluções prontas para necessidades comuns 


Ao contrário das plataformas próprias, as plataformas white label representam soluções de software prontas, desenvolvidas por terceiros de forma padronizada e revendidas a outras empresas. Na prática, esse processo funciona como uma etiqueta em branco, que pode ser substituída posteriormente pela marca do cliente. O setor financeiro utiliza essas plataformas para oferecer serviços: canais de atendimento, concessão de crédito e cobrança, conta digital, gestão de investimentos e ferramentas de análise de riscos são exemplos.  

Entre as suas principais vantagens estão: 

  • Redução de custos: optar por uma solução white label geralmente é mais econômico do que desenvolver um produto digital sob medida.  
  • Rápida entrada no mercado: desde que possua baixa customização, as plataformas white label enxugam prazos, pois eliminam o ciclo de desenvolvimento. 
  • Tecnologia avançada: para pequenas empresas, essas soluções podem ser o único caminho para acessar recursos e tecnologias que, por falta de capacidade e orçamento, não podem ser desenvolvidas internamente. 

Por outro lado, existem desvantagens nessa estratégia: 

  • Plataformas sem diferenciação: por ser um produto pronto, utilizado por diversas empresas (incluindo concorrentes), uma plataforma white label não provê recursos para diferenciação. Dessa forma, dificilmente irá gerar vantagem competitiva, já que limita a capacidade de adaptar o produto a necessidades específicas. 
  • Dependência do fornecedor: ao utilizar esse tipo de plataforma, os negócios tornam-se totalmente dependentes da empresa parceira, tanto para atualizações quanto para acessar o suporte técnico e a manutenção do produto. Com isso em mente, tente imaginar o que aconteceria com a sua estratégia se a operação do seu fornecedor falhar. 
  • Limitação para inovar: a falta de personalização e a rigidez das plataformas white label prejudicam a adoção de novas tecnologias e recursos. Caso a empresa tenha problemas, a customização (se ocorrer) pode inviabilizar mudanças, já que dificilmente será possível adaptar o feedback dos usuários em tempo hábil. 

Plataforma própria ou white label: qual é a mais adequada para a sua estratégia?


De acordo com o Key Account Manager e Co-Founder da SoftDesign, Rafael Paludo, a escolha entre plataformas white label e plataformas próprias sempre será uma decisão de estratégia de negócio.

Em síntese, as plataformas próprias oferecem customização, inovação efetiva e eficiência operacional. Ou seja, as empresas que optam pelo desenvolvimento de software adquirem vantagem competitiva, design customizado, agilidade e cultura de inovação. Isso resulta em uma melhor experiência do cliente e crescimento sustentável no mercado.  

Lembre-se que se sua empresa optar por desenvolver uma plataforma própria, será preciso definir algumas questões importantes para o sucesso da solução: quais tecnologias serão utilizadas (Node.js, Java, .NET, PHP)? Que integrações ou soluções irão compor a plataforma? Qual é o tempo estimado de desenvolvimento? Que papéis irão integrar o time de produto? Qual é o seu público-alvo? 

Isso nos permite compreender quem efetivamente irá interagir com a plataforma. Afinal, é crucial que todas as jornadas sejam orientadas ao atendimento das necessidades desses usuários. Para isso, encontrar uma empresa de TI experiente é essencial, tanto para garantir a escalabilidade do software e a satisfação dos usuários quanto para lidar com questões de gestão e contratação de pessoas. 

Como os times de produto da SoftDesign desenvolvem plataformas próprias 


Na SoftDesign, transformamos ideias em produtos digitais de impacto. Somos uma empresa global de desenvolvimento de software, com competências avançadas em estratégia e design de produtos digitais. Nossos times missionários atuam com métodos ágeis e um processo end-to-end que nos permite cocriar soluções inovadoras de forma incremental. Isso significa que você pode contar com nossa expertise desde a concepção até o lançamento no mercado.  

Apoiados em nosso método, já desenvolvemos plataformas digitais para empresas como Sicredi, Braza Bank, Spring Point e Green Card, executando ciclos de Discovery e Delivery em paralelo para impulsionar resultados e promover melhorias estratégicas ao longo do desenvolvimento. Na fase de Discovery, priorizamos o design, a inteligência e a estratégia para conceber as soluções. Já durante o ciclo de Delivery, concentramos nossos esforços em fornecer regularmente novas versões do software, permitindo-nos capturar valor o mais rápido possível e receber feedback constante dos usuários. 

Se você precisa de ajuda para criar plataformas próprias alinhadas aos objetivos de negócio, entre em contato com nosso time de especialistas. Juntos, podemos construir produtos digitais viáveis e com alto poder de engajamento. 

Foto do autor

Pâmela Seyffert

Marketing & Communication na SoftDesign, Jornalista (UCPEL) com especialização em Gestão Empresarial (UNISINOS) e mestrado em Comunicação Estratégica (UNL). Especialista em comunicação e criação de conteúdo.

Quer saber mais sobre
Design, Estratégia e Tecnologia?