PT | EN
Publicado dia 3 de abril de 2024

Como produtos financeiros transformam a experiência do usuário

| Tempo de leitura 8 minutos Tempo de leitura 8 minutos
Como produtos financeiros transformam a experiência do usuário

Neste artigo, exploramos as vantagens de desenvolver produtos financeiros. Navegue no conteúdo pelos links para saber mais: 

Se o cliente tem sempre razão, priorizar sua experiência no desenvolvimento de produtos financeiros é algo inegociável. No dinâmico cenário contemporâneo, à medida que bancos, fintechs e empresas do setor buscam manter-se relevantes e competitivos, a capacidade de oferecer soluções inovadoras e centradas no usuário tornou-se uma estratégia vital.

Nesse contexto, a interseção entre tecnologia e serviços financeiros desempenha um papel importante, não apenas na melhoria da user experience, mas também no impulsionamento dos negócios. Este artigo explora o impacto dos produtos financeiros na transformação digital de médias e grandes empresas que desejam criar fontes de receita e aprimorar operações existentes em busca de diferenciação. 

Priorizando a experiência do usuário


Em um mercado altamente concorrido, colocar o usuário no centro do desenvolvimento é uma tomada de decisão importante tanto para entender suas necessidades e desejos quanto para entregar um produto digital que agregue valor ao seu cotidiano. Entretanto, em paralelo, também é necessário validar a competitividade dessa solução no mercado. 

Mas, afinal, como empresas do setor financeiro podem melhorar a experiência de seus clientes por meio de plataformas digitais? Para garantir que o produto seja customizado de acordo com a jornada de cada público-alvo, devemos considerar algumas estratégias:

  • Cyber Security: produtos financeiros exigem um alto nível de proteção. Nesse sentido, para garantir a segurança dos dados e das transações, empresas do setor precisam investir em medidas de segurança. Autenticação de dois fatores, reconhecimento facial e monitoramento contínuo de atividades suspeitas são exemplos. 
  • Customização: respeitando a LGPD e mantendo os dados dos clientes protegidos, podemos utilizar informações de uso e feedback para personalizar suas experiências. O resultado é uma oferta de serviços financeiros adaptados às suas preferências individuais. 
  • Integração de serviços: essa estratégia proporciona uma experiência unificada e conveniente. Imagine os benefícios de reunir contas bancárias, pagamentos, investimentos e seguros em uma única plataforma digital. 
  • User-centered design: a criação de interfaces simples e fáceis de usar resultam em uma navegação mais intuitiva. Na prática, o design de produto facilita a interação dos clientes com os produtos financeiros. Afinal, sua base reside na pesquisa e compreensão do usuário, fatores que podem determinar o êxito ou insucesso de uma solução digital.  
  • Atendimento ao cliente: essa estratégia possui alto impacto na experiência do usuário. Portanto, disponibilize canais de atendimento 24 horas. Para isso, conte com a tecnologia para também oferecer suporte por meio de chatbots e assistentes virtuais, que podem dar orientações e ajudar a solucionar problemas. 

O papel das plataformas próprias nessa jornada de inovação


Você ainda pode estar se perguntando: como podemos facilitar a adoção e o uso de plataformas próprias? Como as empresas podem fazer isso de forma segura e sem muita burocratização? Quais são os benefícios para o usuário? 

Com o apoio de um time de desenvolvimento experiente e orientado por dados, sua empresa simplifica processos internos e externos, eliminando etapas desnecessárias e automatizando ações triviais. Ao adotar uma cultura data-driven, as lideranças reforçam o compromisso de tomar decisões com base em dados, sem deixar de considerar as necessidades específicas dos múltiplos stakeholders. 

Já para o cliente final, esse tipo de produto digital proporciona uma ampla gama de vantagens que resultam em mais controle, segurança e conveniência. As plataformas de serviços financeiros são de fácil acesso, já que podem ser utilizadas de forma online ou por aplicativos móveis. Isso permite que os seus usuários realizem transações e gerenciem suas finanças a qualquer hora e em qualquer lugar.

Nesse contexto, o papel desempenhado pelo time de suporte é fundamental. Quanto mais assistência o usuário necessita para concluir suas tarefas, maior será a demanda de desenvolvimento e resolução de problemas.

Superando desafios com tecnologia e inovação


Sabemos que a experiência do usuário deve estar no centro da estratégia organizacional e que o desenvolvimento de plataformas próprias é a melhor forma de garantir segurança e escalabilidade aos produtos financeiros. Porém, para girar a chave da inovação e colocar esse plano em prática, é essencial superar desafios de modernização, principalmente em bancos e empresas financeiras mais tradicionais.

Afinal, melhorar a experiência dos usuários envolve uma abordagem que combina tecnologia, estratégia de negócios e compreensão das reais necessidades dos clientes. Mais do que gerar diferenciais competitivos e maior fidelidade, esse tipo de decisão também costuma impactar nos custos de operação, que ficam menores conforme a tecnologia permite escalar atendimentos e recursos. 

A digitalização de processos também deve ser uma frente de trabalhado priorizada. Lembre-se que nas plataformas digitais de seus concorrentes já é possível abrir contas bancárias, solicitar empréstimos e efetuar transferências nacionais e internacionais com alguns cliques e verificações de segurança e identidade. Para isso será preciso investir em tendências tecnológicas, como inteligência artificial, análise de dados e blockchain, a fim de aprimorar a eficiência operacional e oferecer serviços mais personalizados.

Isso reduz custos operacionais, simplifica a jornada de uso e consumo de serviços e, principalmente, cativa e fideliza usuários. E o melhor: sua empresa não precisa enfrentar esses desafios sozinha. Atualmente, é muito natural que bancos se associem a fintechs e startups para absorver conhecimentos em tecnologia e inovação. Essas parcerias promovem inúmeros experimentos e podem acelerar a modernização dos serviços, ajudando os bancos a se manterem competitivos no mercado.

Além disso, também é possível contratar empresas de desenvolvimento de software com experiência no setor financeiro para desenvolver a melhor solução digital possível, apoiada em métodos ágeis, cultura de dados e de colaboração.

Como criamos produtos financeiros na SoftDesign 


Somos uma empresa global de desenvolvimento de software. Há 26 anos no mercado, já trabalhamos com diversas empresas do setor financeiro, incluindo instituições tradicionais e fintechs. Atuamos na personalização da oferta de serviços do Sicredi, desenvolvendo contas e canais digitais para públicos específicos. 

Fomos responsáveis pela transformação digital da Liberum Ratings, segunda maior agência de classificação de riscos do Brasil. Combinando estratégia, design e tecnologia, criamos e implementamos um sistema que não apenas aprimorou o core do negócio, mas também abriu portas para a exploração de novas oportunidades e fontes de receita.  

Optamos por trabalhar com a SoftDesign porque entendemos que era realmente uma aposta segura. Queríamos desenvolver uma solução que comportasse uma visualização de dados mais limpa e clara. E que também nos permitisse desenvolver novas ferramentas e indicadores para melhorar nossa capacidade de análise”, compartilha Mauricio Bassi, Co-Founder e Diretor Técnico da Liberum Ratings. 

O novo sistema BackOffice trouxe benefícios significativos em termos de velocidade, processamento, qualidade e escalabilidade, ao mesmo tempo em que impulsionou o avanço do Business Intelligence na organização. Saiba mais sobre esse case no vídeo abaixo. 

Se você precisa de ajuda para criar produtos financeiros orientados a métricas e experimentações que colocam o usuário no centro do desenvolvimento, entre em contato com nossos especialistas. Conte com nossas competências avançadas em estratégia e design de produto para criar soluções inovadoras e impulsionar a user experience do seu negócio. 

Foto do autor

Pâmela Seyffert

Marketing & Communication na SoftDesign, Jornalista (UCPEL) com especialização em Gestão Empresarial (UNISINOS) e mestrado em Comunicação Estratégica (UNL). Especialista em comunicação e criação de conteúdo.

Quer saber mais sobre
Design, Estratégia e Tecnologia?