Loading Softdesign

Transformação Digital

Micaela L. Rossetti
por Micaela em 29/08/2019
6 minutos de leitura

Grande parte dos clientes que chegam até a SoftDesign em busca de Concepção, Desenvolvimento de Software ou Consultoria estão passando por uma fase conturbada: sentem-se pressionados pela volatilidade do mercado em que atuam, pelos novos negócios (mais rápidos e inovadores) e pelo atual grau de exigência dos clientes.

Essas percepções e sentimentos estão no centro da chamada transformação digital. Algumas empresas possuem maior conhecimento sobre o tema, mas não sabem como iniciá-lo; outras não entendem exatamente o conceito, mas compreendem a importância de se movimentar em direção a ele.

Pensando nisso, resolvemos criar uma série de textos que explora a transformação digital, sua necessidade e relevância. Afinal, a sentença vem de todos os lados: para manter-se competitivo, é preciso transformar-se digitalmente. Não é este ou aquele jornal que diz, este ou aquele palestrante que afirma. A máxima já é realidade inegável, assim como o mundo se torna cada dia mais digital.

O que não é transformação digital?

Um erro frequente é acreditar que transformação digital é a adoção de uma tecnologia ‘da moda’. Várias ‘ondas’ já surgiram e muitas empresas acreditaram estar se transformando por adquirir a tecnologia do momento. Em 2009 foi o Cloud, em 2015 os Chatbots, em 2018 o Blockchain, e assim por diante.

Adotar qualquer dessas tecnologias não representa, em si, uma transformação digital. A verdadeira transformação está em desenvolver a capacidade de estar continuamente avaliando, testando e capturando o valor das tecnologias que surgem a todo momento. Ou seja, é preciso modificar a estrutura, cultura e processos da organização para que ela se torne permeável as novas tecnologias.

O que é transformação digital?

Apesar de ser passível de uma definição global, a transformação digital está diretamente relacionada à empresa na qual ela será efetivada. Isso acontece porque o contexto empresarial é o que indica as ‘necessidades digitais’ que a empresa deve atender.

De uma maneira ampla, podemos afirmar que a transformação digital compreende a integração de tecnologia em todas as áreas de um negócio, com o objetivo de alterar não somente o modus operandi da mesma, mas também a entrega de valor aos clientes. Ademais, a transformação digital também se compõe de mudanças culturais que requerem que as pessoas desafiem continuamente o status quo, tenham liberdade para experimentar e estejam confortáveis com eventuais falhas.

Em outras palavras, é tornar o que antes era analógico (ou manual) em digital, por meio do desenvolvimento da capacidade de absorver e entregar o potencial disponibilizado pelas novas tecnologias. Ela envolve a inovação quando relacionada não a criar algo novo, mas a propor novas formas de executar ações já conhecidas, por meio da tecnologia – formas mais descomplicadas, desburocratizadas, rápidas e fáceis a fim de melhorar a experiência de colaboradores, parceiros, clientes e fornecedores.

Fatores originários da transformação digital

A primeira ‘onda’ de transformação digital aconteceu entre as décadas de 1970 e 1980, quando aeroportos e portos adotaram a comunicação eletrônica dos documentos. Mas foi a partir da massificação da Internet, por meio da criação da World Wide Web (www) em 1992, que a informação passou a ser disponibilizada de forma aberta, o que impulsionou o surgimento constante de novas tecnologias.

A disponibilidade de novas tecnologias e a sua popularização resultaram na criação de negócios de bases digitais. Esses, por sua vez, mudaram o comportamento dos clientes, que consomem também produtos originados em negócios tradicionais. Ou seja, a transformação do consumidor – que passou a esperar por respostas rápidas, experiências consistentes, informações de fácil acesso, e a adotar ou abandonar marcas/serviços/produtos com maior velocidade – gerou pressão nas empresas tradicionais para que se movimentassem em direção à digitalização de seus negócios.

O antes e o depois da transformação digital

Mas como, efetivamente, a transformação digital vai modificar a sua empresa? No quadro abaixo é possível visualizar alguns dos impactos que ela promove:

Algumas informações importantes

1 – O termo transformação digital vem sendo substituído pelo termo digital-first, principalmente em países de língua inglesa. Uma empresa que foi bem-sucedida em sua transformação digital seria uma empresa digital-first, ou seja, uma empresa onde todas as estratégias já são nativamente digitais. Agora, se você ouvir falar em digital-first, já sabe do que se trata;

2 – 89% das empresas do mundo estão adotando ou têm planos de adotar uma estratégia de transformação digital;

3 – 46% querem adotar tal estratégia para atingir as expectativas de experiência dos clientes;

4 – 52% querem adotar tal estratégia para aumentar a produtividade na operação.

No próximo texto da nossa série sobre transformação digital, você vai entender como o setor de TI da sua empresa deixará de ser um setor de apoio para se tornar um setor estratégico. Transformando-se digitalmente, a sua empresa se torna uma empresa de base tecnológica, independente do produto ou serviço que comercializa.

Fontes: The Enterprisers Project, An Analysis of Digital Transformation, Forbes