Das pessoas ao software: estratégia de Recursos Humanos

Tempo de leitura: 10 minutos

Empresas do futuro precisam de pessoas altamente engajadas com o seu próprio potencial de evolução. Sendo assim, a jornada de lifelong learning tornou-se essencial em um cenário de mudanças cada vez mais velozes e tecnológicas. Essa busca constante por aprendizado, transforma colaboradores em cidadãos mais conscientes, em profissionais mais capacitados e em seres humanos mais alinhados com os seus projetos de vida.

Por isso, na SoftDesign, o nosso propósito é o conhecimento. Com o objetivo de conectar internamente a nossa estratégia empresarial, dando ainda mais ênfase a ela e às pessoas, reestruturamos recentemente o nosso setor de Recursos Humanos (RH). O novo Recursos e Capital Humano (RCH) passou por mudanças de nomenclatura e estrutura, para melhor atender ao nosso propósito e aos nossos atuais e futuros colaboradores. A seguir, apresentaremos essa nova versão, implantada em outubro de 2020.

It´s a Match! Em busca do candidato perfeito

Nossa estratégia é parte essencial do que somos. Por isso, é papel de todos os colaboradores da SoftDesign entender e ajudar a fortalecer o nosso posicionamento estratégico. De acordo com o escritor Idalberto Chiavenato, “a seleção de recursos humanos pode ser definida como a escolha da pessoa certa para o cargo certo”. Encontrar esses perfis é o principal desafio do time Recrutar e Agregar (R&A), que busca atrair candidatos qualificados, capazes de atuar em papéis específicos dentro da empresa.

A busca pelo candidato perfeito tem início na abertura da vaga, que pode ser para projetos internos ou em modelo outsourcing (quando o contratado está alocado no cliente). Nessa etapa, nossas Tech Recruiters realizam o mapeamento dos requisitos do cargo. E, a partir dessas informações, definem a melhor estratégia de seleção – que pode ser tanto entre os atuais colaboradores da empresa quanto por meio do já conhecido Hunting.

De acordo com Ane Comin, Tech Recruiter da SoftDesign, um dos maiores desafios é encontrar o melhor fit entre performance e expectativa do candidato. Ou seja, achar pessoas dentro de um contexto muito específico, e que tenham um bom desempenho no teste.

“Uma das nossas preocupações é estimular um ambiente de desenvolvimento e feedback constante, para construirmos um plano de carreira atrativo para os nossos colaboradores”.

O processo seletivo da SoftDesign busca atuar de forma estratégica. Para isso, o time responsável pelas seleções trabalha para identificar, por meio da análise comportamental, se o candidato possui o perfil adequado. “Buscamos profissionais alinhados com os nossos valores. Hoje, temos um alto número de candidatos no mercado e o nosso papel é perceber se eles compartilham o desejo de construir uma carreira conosco”, destaca Camila Sturmer, Tech Recruiter da SoftDesign.

Vale salientar que, devido à pandemia de Covid-19, esse processo está sendo realizado totalmente em ambiente virtual, por meio de ferramentas como LinkedIn (busca de perfis), Gupy (seleção e admissão), Microsoft Teams (entrevistas) e WhatsApp. Todos os colaboradores da empresa estão atuando no regime de home office.

No que você está pensando?

Competência técnica e comprometimento com resultados são a nossa visão de negócios. Com o crescimento e a expansão da empresa, a reorganização dos Recursos e Capital Humano tornou-se necessária e com ela surgiu também a necessidade de Avaliar e Desenvolver (A&D). Esse setor é norteado pela crença da empresa em relações coerentes, corretas e transparentes. O seu propósito é promover a evolução do conhecimento e das capacidades, tanto do indivíduo como da empresa.

O objetivo do A&D é garantir que todos os colaboradores estejam em constante desenvolvimento e que consigam alinhar objetivos pessoais com a estratégia da organização.  A SoftDesign cresceu muito na pandemia e entendemos que reorganizar o RCH fazia-se necessário para cumprirmos com toda a jornada do colaborador dentro da empresa.

Para o CEO da SoftDesign, Osmar Pedrozo, a ideia é acompanhar o profissional desde o processo de avaliação técnica e comportamental até o seu desenvolvimento profissional.

“Disponibilizamos trilhas e ferramentas para que os profissionais possam resolver um possível gap ou para que possam desenvolver determinada competência. Queremos que o profissional seja o mais completo possível. Essa é uma experiência diferenciada no mercado de TI. É também um desafio enorme de gestão, já que estamos constantemente em evolução”, ressalta.

Existem muitos métodos para aprimorar essa relação entre profissionais e é papel do A&D garantir que esse processo esteja ocorrendo da melhor maneira possível. Para isso, algumas metodologias entraram em ação como, por exemplo, a reunião 1:1 que consiste em uma agenda entre colaborador e gestor para fortalecer o vínculo, mapear necessidades de ambas as partes e fazer acompanhamento de entregas de projetos.

O ciclo de Avaliação e Feedback também passa a integrar essa rotina, com avaliações baseadas em competências técnicas e comportamentais, aliadas a capacidade de aplicá-las no dia a dia. Esse ciclo é organizado dentro de um modelo de avaliação 360º.

Incentivar os colaboradores a planejarem o seu futuro na empresa, visando evoluir na carreira é o objetivo do Plano de Desenvolvimento do Indivíduo (PDI). Ele define ações de curto, médio e longo prazo, a fim de entregar valor agregado para todo o ecossistema que compõe a SoftDesign.

Quais habilidades preciso desenvolver? Quero trabalhar em projetos internacionais? Meu objetivo profissional é liderar uma equipe? Por meio dessas respostas, é possível planejar o caminho a ser traçado. Na SoftDesign, disponibilizamos uma série de cursos e trilhas de formação: treinamentos para desenvolver skills e seguir uma jornada profissional.

Você tem uma nova conexão!

Fomentar a inovação na empresa para estarmos preparados para as novas demandas de tecnologia é uma missão diária. Pensado nisso, o setor Engajar e Reconhecer (E&R), formado por Psicólogas e Analistas de Relacionamento com Colaboradores, acompanha o ciclo de vida dos profissionais na empresa.

Ao engajar e avaliar, o colaborador também passa pelo processo de reconhecimento e desenvolvimento. Para Emilia Adachi, psicóloga da SoftDesign, tudo o que é desenvolvido na empresa está muito conectado com a estratégia de negócios, ou seja, com a visão e missão. “Apesar de ser uma empresa de tecnologia, são as relações pessoais que direcionam o nosso trabalho. Aplicamos técnicas e conhecimentos para criar produtos e serviços para pessoas. Aqui começa o nosso match”.

O propósito do E&R é garantir que a criação e manutenção de uma relação transparente, saudável e positiva entre os colaboradores e a empresa esteja em constante construção.

“Um colaborador engajado compreende a razão de existir da sua organização, pois ele está conectado com o propósito do seu desenvolvimento profissional por meio do conhecimento. Logo, sente orgulho de pertencer e demonstra paixão pelo o que faz, sempre em busca de excelência”, explica Emilia.

O processo de reconhecer tem como base as competências adquiridas e o desempenho apresentado em projetos ou em processos da SoftDesign ao longo de um período. O reconhecimento expressa a valorização da empresa ao esforço do colaborador na conquista de novas competências (certificações e graduações) ou pelo o seu desempenho ao aplicá-las na realização do seu trabalho.

“Queremos oferecer um ambiente saudável para todos que trabalham conosco. Esperamos que os colaboradores consigam encontrar um terreno fértil, capaz de agregar em sua vida técnica, profissional e pessoal também”, conclui Emilia.

#SomosSoft

Sabemos que as pessoas são diferentes e, por isso, cada uma valoriza reconhecimentos distintos. Na SoftDesign, estamos comprometidos com a capacidade de evolução e adaptação do ser humano. Para nós, o crescimento é um processo inclusivo, focado em somar forças e diminuir fraquezas.

“A inovação está no limite do conhecimento, quanto mais conhecimento tivermos mais chances teremos de ter relevância no setor no qual atuamos.  Por isso, incentivamos os nossos colaboradores a terem competências cada vez mais up-to-date”, ressalta Osmar Pedrozo, CEO da SoftDesign.

Somos uma empresa de desenvolvimento de produtos digitais. Nossos principais pilares são: design, agilidade e tecnologia. Trabalhamos para construir produtos inovadores, que cativem os usuários e gerem valor para os negócios. Em nosso Manifesto temos orgulho em destacar que:

 

A SoftDesign é feita de pessoas para pessoas.

Acreditamos na tecnologia para ajudar a melhorar vidas.

Queremos criar soluções digitais que ajudem outras empresas a atingir o máximo potencial em seus negócios, promovendo a melhoria da sociedade por meio de desenvolvimento humano, social e econômico.

Nossa visão é ser a empresa referência pela competência técnica e o comprometimento com resultados. 

Nossa missão é simplificar a tecnologia para criar valor.

 

Ficou interessado na empresa e quer trabalhar conosco?

Confira as vagas em aberto: https://softdesign.com.br/vemprasoft

Sugestões ou críticas para nosso blog? Entre em contato pelo endereço mkt@softdesign.com.br.