Loading Softdesign

ToolBox Wall na Comunidade de Produto

Karina Hartmann
por Karina em 22/03/2019

No último dia 12 de março, a Comunidade de Prática de Produto da SoftDesign se reuniu para discutir as práticas da área, trocar conhecimento e trabalhar na evolução da disciplina. O grupo, composto pelos Product Owners e Product Managers da Empresa, realizou a dinâmica ToolBox Wall, na qual cada indivíduo pôde identificar sua relação com uma lista de ferramentas, indicar aquelas que recomendava (ou não), e pontuar as que gostaria de exercitar mais.

Técnicas usadas na concepção de produtos, formas de priorização, métodos para criação de backlogs e métricas e técnicas para sua gestão foram algumas das práticas discutidas. Sugestões em relação a utilização do Elevator Pitch, do INVEST e da Sprint Review ganharam destaque.

Se você é Product Manager, Product Owner, ou tem interesse em Produto, compartilhamos abaixo alguns insights originados no encontro:

Elevator Pitch

O objetivo dessa ferramenta é resumir a proposta de valor de um produto em uma frase. Muitos se enganam ao pensar que o Elevador Pitch serve somente para pitch relacionado a investidores. Na verdade, ele é uma ferramenta simples e poderosa que permite que os envolvidos consigam focar-se no mais importante e também possam verificar a qualidade da coesão do time. Afinal, para resumir uma proposta de valor em uma frase, é realmente necessário compreender a essência da ideia – e aí, as frases podem ser comparadas e os diferentes entendimentos confrontados.

INVEST

Acrônimo para um conjunto de critérios que definem um bom item de backlog, INVEST significa Independent, Negotiable, Valuable, Estimateable, Small e Testable. Ele é uma ferramenta muito importante pois pode ser o ponto de partida para uma boa Definition of Ready. A sugestão é que o INVEST seja usado pelo PO durante todo o processo de refinamento.

Sprint Review

Entre as cerimônias do Scrum, a Sprint Review pode ser uma das mais difíceis de ter seu propósito alcançado. De acordo com o Scrum Guide, seu objetivo é de inspecionar o incremento da sprint e adaptar o backlog; no entanto, é comum vermos times que não entendem direito seu real significado e transformam tal cerimônia em uma reunião de status report. É importante resgatar o foco no Produto e fomentar uma discussão participativa sobre o funcionamento do mesmo, sobre o verdadeiro valor da entrega e sobre as estratégias que atribuam evolução ao desenvolvimento.