Loading Softdesign

SoftDrops: Apresentações em 3 minutos

Micaela L. Rossetti
por Micaela em 22/01/2019
4 minutos de leitura

É um dia normal de trabalho. Você organizou suas atividades e começou a executá-las quando, sem aviso prévio, alguém lhe chama para que você faça uma explicação sobre determinado assunto. Esse alguém pode ser seu par, superior ou até mesmo um cliente, e a apresentação pode ser para uma, cinco ou dez pessoas. Você precisa então organizar as ideias rapidamente para entregar a mensagem da melhor forma possível.

Foi pensando em facilitar situações como essa que Diego Umpierre sugeriu o tema Técnica para formatar apresentações em 3 minutos para o SoftDrops. O desenvolvedor, que já trabalhou como instrutor de cursos, explicou aos colegas uma estratégia de síntese e aproveitou para dar algumas dicas gerais sobre o assunto.

Estratégia de síntese

De acordo com Diego, uma solução para se sair bem nesses momentos é pedir cinco minutos para se organizar e focar esse tempo em um pequeno roteiro que contenha o objetivo, a história e a conclusão do tópico. “Primeiro, por mais interessante que seja o conteúdo, é preciso ser sintético e definir o que é mais importante comunicar. O tempo das pessoas é precioso e elas vão parar de prestar atenção se você falar muito. Esse é o objetivo“.

A seguir, é necessário pensar na história: “Para que as pessoas que estão lhe escutando se sintam envolvidas, você precisa conhecer seu público, a fim de dar exemplos palpáveis, de contar histórias que elas realmente consigam compreender. Ou seja, se você está falando com pessoas sem filhos, não faz sentido demonstrar algo cotidiano para pais e mães”, pontuou o desenvolvedor.

Por fim, Diego comentou que o tópico deve ser concluído com a razão pela qual você está abordado tal tema com tais pessoas: “é essencial que as pessoas sintam que tudo o que foi dito teve um propósito e que aquele momento foi proveitoso”.

Dicas gerais

Após o esclarecimento teórico, os colegas foram convidados a realizarem o exercício prático, preparando apresentações em 3 minutos. Ronaldo Hoch, Dênis Weireb Faingluz e Maurício Freitas se arriscaram e falaram aos colegas sobre suas ideias, comprovando a eficácia da técnica apresentada.

Com os exemplos, o desenvolvedor lembrou que não é interessante que tenhamos qualquer objeto nas mãos quando fazemos apresentações, pois isso capta a atenção do público que deixa de escutar o que está sendo dito. Além disso, se você está nervoso e mexe muito as mãos, basta segurar uma mão na outra, à frente do corpo, para evitar movimentos exagerados.

“Outra dica importante é a de receber bem questionamentos das pessoas, agradecendo a participação e sendo sincero. Se você sabe responder o que lhe foi perguntado, melhor. Se você, por acaso não souber, o ideal é falar que não havia pensado naquele aspecto e que, em um segundo momento, o questionamento será esclarecido”, concluiu Diego.

SoftDrops_DiegoUmpierre (3)

SoftDrops_DiegoUmpierre (2)