Responsabilidade social na pandemia

Tempo de leitura: 4 minutos

Com a chegada da pandemia de coronavírus, em março deste ano, optamos por mover todos os nossos colaboradores para home office, com o intuito de preservar não somente a saúde dos mesmos, mas também de suas famílias e da sociedade em geral. Esse movimento resultou na economia de valores antes gastos com os custos fixos da nossa sede, como luz, água, produtos de limpeza e mantimentos em geral.

Assim, surgiu a iniciativa de oferecer aos nossos colaboradores um auxílio mensal para custear os gastos de casa, como infraestrutura de internet. Sabemos que muitos precisaram aumentar seus planos para tornar possível o trabalho adequado em casa, que inclui a realização diária de reuniões online – parte essencial do método ágil de desenvolvimento de software.

Porém, grande parte dos nossos colaboradores optou por não aceitar esse aporte financeiro extra e, então, surgiu a ideia de redirecionar tais valores a quem mais precisa. Com a verba economizada todos os meses, começamos a realizar doações para instituições sociais e programas envolvidos na luta contra o coronavírus, cientes do nosso dever de auxiliar a sociedade – principalmente em um momento de crise como o que estamos vivendo.

Solidariedade: juntos somos mais

Começamos nossas doações em abril, quando entregamos 5kg de filamentos para confecção via impressão 3D de cinquenta faceshields – direcionados a profissionais de saúde através do trabalho realizado pelos colaboradores e parceiros do Sicredi-POA Celso Batschauer e Márcio Capellari. No mês seguinte, em maio, o valor arrecadado resultou na compra de dezesseis cestas básicas enviadas ao Banco de Alimentos de Porto Alegre, que as ofereceu para famílias carentes da cidade.

Em junho, a doação foi destinada ao Asilo Padre Cacique. Os itens de limpeza e de uso diário, como 620 pares de luvas, 4000 copos descartáveis, 1000 sacos de lixo, 25l de água sanitária, entre muitos outros, são de extrema importância para a instituição que acolhe pessoas do grupo de risco, e viu seus eventos de arrecadação interrompidos pela pandemia. Ainda nesse mês, foram doadas 810 máscaras de tecido de proteção para o Asilo, para a Sociedade Beneficente Bezerra de Menezes e para Associação de Mães da Vila Americana, da cidade de Alvorada.

Em julho, junto ao Movimento Solidário Brothers In Arms, realizamos a entrega de 340 filtros respiradores, trocadores de calor e umidade, para o Grupo Hospitalar Conceição (GHC). O filtro é uma peça que conecta o respirador ao tubo do paciente, fazendo a filtragem do ar e auxiliando a diminuir a exposição dos profissionais de saúde ao coronavírus. Também efetivamos a doação de um projetor de vídeo, de 1000 lápis de escrever e de 270 máscaras de tecido a ONG Coletivo Autônomo Morro da Cruz, que auxilia famílias carentes dessa comunidade – a qual apoiamos desde 2018.

Esse é só o começo

Nos próximos meses, continuaremos com nossas doações. Sempre fomos uma empresa consciente do nosso papel na sociedade, porém compreendemos ainda melhor, neste momento tão delicado, que todos somos responsáveis pelo mundo que queremos construir.

A pandemia de coronavírus acelerou um processo de evolução da nossa responsabilidade social, e queremos mantê-la ativa daqui para frente. Esperamos que esse tipo de ação passe a fazer parte também do ‘novo normal’ de muitas outras organizações, pois acreditamos que os poderes público e privado devem unir esforços; e que pequenas ações podem sim transformar realidades.

*Optamos por não divulgar as imagens das doações, pois envolvem pessoas das comunidades que não conseguimos localizar para autorizar sua publicação.

Sugestões ou críticas para nosso blog? Entre em contato pelo endereço mkt@softdesign.com.br.