Loading Softdesign

PEM4BLOCKEHR no TDC em Florianópolis

Com o objetivo de compartilhar conhecimento por meio de palestras e promover o networking entre pessoas da comunidade de desenvolvimento de software, no final de abril, ocorreu a edição anual do The Developer’s Conference (TDC), em Florianópolis. A conferência, que ocorre também nas cidades de São Paulo e Belo Horizonte, aborda diversos tópicos da área definidos pela própria comunidade de desenvolvedores, com a finalidade de fortalecer o ecossistema de tecnologia do país.

Na ocasião, tive a oportunidade de apresentar aos participantes da trilha Blockchain a pesquisa que realizei sobre Registros Eletrônicos de Saúde e Blockchain. Ela deu origem ao meu trabalho de conclusão do curso de Sistemas de Informação que realizei na Unisinos: PEM4BLOCKEHR: um modelo de avaliação de desempenho do Blockchain aplicado a prontuários eletrônicos. Nele, pesquisei sobre como solucionar um problema comum na área da saúde: a dificuldade de os pacientes visualizarem todo seu histórico de saúde em uma única plataforma.

Identificação do problema

Nesse estudo, foi possível identificar que, mesmo com o uso de Registros Eletrônicos de Saúde, a falta de interoperabilidade entre os diferentes prestadores de serviço contribui para a fragmentação dos dados de saúde, o que ocasiona a perda do histórico e a necessidade de o paciente o relatar em cada consulta de forma isolada. Assim, devido as suas características, o Blockchain apresenta-se como uma alternativa a esse problema: é seguro, anônimo e não adulterável, possibilitando que usuários contribuam com a pesquisa médica ao compartilhar seus dados, além de terem uma visão unificada do seu histórico de saúde.

No entanto, ao realizar a pesquisa, verificou-se que o desempenho dos ambientes Blockchain é uma questão que ainda não foi explorada amplamente. Além disso, devido aos diferentes contextos e cenários em que as plataformas Blockchain têm sido aplicadas, seu desempenho ainda é incerto. Dessa forma, ao identificar as lacunas presentes no cruzamento dos temas ‘gerenciamento de registros eletrônicos de saúde usando a tecnologia Blockchain’ e ‘análise de desempenho de plataformas Blockchain’, surgiu a base inicial para a criação e implementação do modelo PEM4BLOCKEHR.

O que é o PEM4BLOCKEHR?

É um modelo de avaliação de desempenho do Blockchain aplicado a prontuários eletrônicos. Seu objetivo é proporcionar um ambiente de execução funcional de uma plataforma Blockchain aplicada a transferência de registros eletrônicos de saúde, de forma que através da aplicação de cargas de trabalho o modelo possa coletar dados para a realização de uma análise de desempenho. A implementação do modelo ocorreu através da execução de etapas que descrevem as principais funcionalidades, considerando algumas premissas que a plataforma de Blockchain deve possuir para que o contexto do trabalho seja mantido. A implementação do modelo utilizou a plataforma de Blockchain Ethereum na sua versão privada com o objetivo de descrever o desempenho desta plataforma aplicada a transferência de registros de saúde.

Para saber mais sobre o modelo, implementação, coleta e análise dos dados, acesse o meu GitHub.