Outubro Rosa e Novembro Azul

Tempo de leitura: 7 minutos
por em 26 de novembro de 2020

O mês de outubro já passou e o de novembro já está quase no final, mas nunca é tarde para falarmos de saúde. Esses dois meses do ano são conhecidos pelas campanhas Outubro Rosa e Novembro Azul, que objetivam conscientizar mulheres e homens sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e de próstata.

Mesmo com a atenção voltada para a pandemia de coronavírus, não podemos esquecer dessas outras doenças. Afinal, só neste ano (2020), 66.280 mulheres no Brasil foram diagnosticadas com câncer de mama; e 65.840 homens receberam o diagnóstico de câncer de próstata. Por isso, para aprendermos um pouco mais sobre esse assunto, separamos aqui algumas informações fornecidas pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA).

O que é câncer?

Não existe uma doença única que recebe o nome de câncer. Na verdade, essa nomenclatura é dada a mais de 100 doenças que têm uma característica comum: o crescimento desordenado de células que invadem tecidos e órgãos. Tais células dividem-se e crescem rapidamente de forma agressiva, determinando a formação de tumores.

O câncer surge de uma mutação genética, uma alteração no DNA da célula. O DNA é responsável por passar instruções à célula sobre sua estrutura, forma e atividade e, quando ocorre essa mutação, tais instruções passam a estar erradas. A célula torna-se maligna e multiplica-se, dando origem à doença.

Carcinomas são os cânceres que começam em tecidos epiteliais, como pele ou mucosas. Sarcomas são aqueles que tem como ponto de partida os tecidos conjuntivos, como ossos, músculos ou cartilagem. E a metástase é a capacidade que as células cancerosas têm de invadir tecidos e órgãos vizinhos ou distantes – atributo que varia entre os diversos tipos de câncer.

Câncer de mama

No caso do câncer de mama, a multiplicação desordenada acontece com as células da mama, dando origem ao tumor. Neste caso, também não há somente um tipo da doença: existem diversos tipos de câncer de mama e isso interfere na sua evolução. Apesar de ser mais comum em mulheres, ele também pode acometer homens – 1% do total dos casos.

Não há somente uma causa para a doença, mas existem fatores de risco, como por exemplo:

–  idade: aproximadamente 4 entre 5 casos ocorrem após os 50 anos;

– obesidade e sobrepeso após a menopausa, assim como sedentarismo e inatividade física;

– primeira menstruação antes dos 12 anos de idade;

– uso de contraceptivos hormonais (estrogênio-progesterona);

– história familiar de câncer de ovário ou de mama: principalmente antes dos 50 anos de idade.

Desses fatores, existem alguns que podem ser prevenidos, como praticar atividade física, alimentar-se de forma saudável, evitar o consumo de bebidas alcoólicas e o uso de contraceptivos hormonais. Além disso, é preciso estar atento aos sinais e sintomas, como:

– Nódulo (caroço) fixo e geralmente indolor na mama – principal manifestação da doença;

– Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;

– Alterações no bico do peito (mamilo);

– Pequenos nódulos nas axilas ou pescoço;

– Saída espontânea de líquido anormal pelos mamilos.

Para todos esses sinais citados acima, o autoexame e a frequência de visitas à ginecologista desempenham papel fundamental na detecção. Em grande parte dos casos, esses hábitos garantem a descoberta precoce que aumenta a possibilidade de tratamentos menos agressivos e com taxas de sucesso satisfatórias. A mulher deve conhecer o seu corpo e estar atenta a quaisquer pequenas mudanças, buscando auxílio médico.

Câncer de próstata

No caso do câncer de próstata, a multiplicação desordenada acontece com as células da próstata, dando origem ao tumor. Esse é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens no Brasil, ficando atrás apenas do câncer de pele.

O câncer de próstata é considerado um câncer de 3ª idade, pois aproximadamente 75% dos casos do mundo acontecem após os 65 anos. Seu crescimento normalmente é lento (leva cerca de 15 anos para atingir 1cm³), mas existem exceções em que rapidamente ocorre a metástase.

São fatores de risco:

– a idade, conforme citado anteriormente;

– pai ou irmão com câncer de próstata antes dos 60 anos;

– excesso de gordura corporal;

– exposição a aminas aromáticas, arsênio, produtos de petróleo, motor de escape de veículos, fuligem e dioxinas (comuns em diversas indústrias).

Assim como em relação ao câncer de mama, a prevenção passa por hábitos de vida saudáveis, como a prática frequente de atividades físicas e alimentação saudável. Porém, o câncer de próstata é menos sintomático do que o de mama, o que torna a visita frequente ao urologista (e a consequente realização de exames) extremamente importante.

Quando esse já está em fase avançada, pode provocar dor óssea; sintomas urinários como dificuldade de urinar, diminuição no jato de urina e sangue na urina; infecção generalizada; ou insuficiência renal.

Causas e prevenção ao câncer

É importante salientar que de todos os casos de câncer no mundo, entre 80% e 90% estão associados a causas externas, como mudanças provocadas no meio ambiente (água, terra, ar, indústrias químicas), hábitos e estilos de vida (alimentos, exercícios, medicamentos). Todos esses fatores têm o poder de alterar a estrutura genética, o DNA das células.

A doença acaba sendo mais frequente após os 50 anos pois o processo natural de envelhecimento do ser humano provoca mudanças nas células, tornando-as mais suscetíveis a tais agentes externos. Somente de 10% a 20% dos casos têm relação com fatores genéticos, que se ligam a capacidade do organismo de se defender das agressões. São raros os casos que se devem exclusivamente a fatores hereditários, familiares e étnicos.

Por isso, a prevenção envolve cuidados com o meio ambiente; hábitos saudáveis; exames laboratoriais frequentes; vacinação; e diminuição da exposição a agentes cancerígenos no trabalho.

Para informar-se ainda mais sobre o câncer, que em 2020 já foi diagnosticado em mais de 600 mil pessoas no Brasil, recomendamos o acesso e a leitura atenta ao site do INCA: https://www.inca.gov.br/.

Sugestões ou críticas para nosso blog? Entre em contato pelo endereço mkt@softdesign.com.br.