fbpx

vamos conversar?

Empresas que cresceram na pandemia

Tempo de leitura: 6 minutos

Na última semana, os presidentes de quatro das maiores organizações do mundo, Tim Cook, Jeff Bezos, Sundar Pichai e Mark Zuckerberg, depuseram no Congresso dos Estados Unidos para se defender da suspeita de executar práticas anticoncorrenciais. Na última década, Apple, Amazon, Google e Facebook adquiriram diversas de suas concorrentes de menor porte, e são ainda acusadas de utilizar os dados de seus usuários para proteger suas posições no mercado.

O resultado efetivo deste depoimento, que pode incluir a obrigação da venda de unidades das empresas ou o endurecimento da legislação antitruste norte-americana, só saberemos nos próximos meses. O que é certo, neste momento, é que as quatro gigantes do Vale do Silício estão entre as organizações que mais cresceram durante a pandemia de coronavírus no mundo, acumulando novos milhões em seus valores de mercado.

Amazon

A varejista estava em uma posição confortável quando a pandemia eclodiu, afinal, seu core business é a venda online de itens diversos. No Brasil, a Amazon é conhecida há anos por ser confiável: se houver qualquer problema que afete o recebimento da sua compra, você será reembolsado – e não precisará passar por um processo lento e burocrático para isso.

Desde o início deste ano, apesar de ter investido US$ 4 bilhões em itens e tecnologia para proteger seus colaboradores do coronavírus, a empresa aumentou seu valor de mercado em US$ 401,1 bilhões. Além do e-commerce, muito desse crescimento tem relação com a venda de negócios de computação em nuvem (Amazon Web Services), o que coloca a Amazon como, até então, a empresa que mais cresceu no mundo durante a pandemia.

amazon_web_services

Fonte: Encaptechno

Apple

Já a criação de Steve Jobs ganhou US$ 219,1 bilhões em valor de mercado desde o início do ano. Mesmo com todas as suas 500 lojas físicas fechadas, a Apple manteve-se vendendo seus itens online, visto que seus clientes passaram a precisar de novos computadores e tablets para trabalhar em casa.

Além disso, a empresa continuou lançando novos produtos nesse período, como as versões do iPhone, do iMac e do MacBook Air. Como se sabe, os fiéis clientes da marca prezam tais novidades, e muitos adquirem os novos dispositivos assim que eles passam a ser comercializados.

apple_storeFonte: O Globo

Facebook

Como esperado, a rede social mais valorizada do mundo cresceu US$ 85,7 bilhões. Os principais impulsionadores deste resultado foram as impressões em publicidade (acompanhando o crescimento do marketing digital no mundo) e o aumento de tempo que os usuários ficam online na plataforma.

Ainda, o Facebook lançou uma ferramenta grátis para lojas virtuais de pequenos negócios. O Facebook Shops permite a fácil integração com os diferentes aplicativos da marca (Facebook, Instagram e WhatsApp) e viabiliza a criação de vitrines digitais unificadas e personalizadas. Já disponível nos Estados Unidos, ele deverá chegar ao Brasil em breve.

facebook_shops

Fonte: About.fb

Alphabet

Por fim, a holding controladora do Google superou o susto de março, quando a publicidade online colapsou junto a áreas de mercado como turismo, viagens e moda, e cresceu US$ 68,1 bilhões. O que aconteceu nos meses seguintes foi a ampliação do uso do Google Ads por empresas da maioria dos setores, visto que a venda online passou a ser realidade para um grande número de negócios.

YouTube, Google Cloud, o app Meet e a loja de aplicativos Google Play também tiveram participação no resultado econômico positivo do primeiro semestre de 2020 da Alphabet. Todos esses se beneficiaram da adoção do trabalho remoto e da necessidade de entretenimento online.

alphabet

Fonte: Nockdock

A tecnologia como ferramenta de inovação

As empresas Microsoft, Tesla, Tencent, Nvidia, PayPal e T-Mobile também estão entre as dez que mais cresceram durante a pandemia de coronavírus. Cada uma tem suas particularidades, mas todas com um ideal comum: usar a tecnologia para criar soluções inovadoras que atendam necessidades reais de usuários.

É claro que essa lista reúne as maiores empresas do globo e comparar outros negócios a elas é, no mínimo, injusto. Porém, é preciso entender que, em um mundo em constante transformação, com cenários cada vez mais imprevisíveis, a tecnologia se mostra como uma importante ferramenta que proporciona flexibilidade, auxilia a adaptação e incentiva a inovação – independente do tamanho da empresa.

Por isso, se você ainda não usa a tecnologia a seu favor no seu negócio, preencha o formulário abaixo. Podemos lhe ajudar a conceber um produto ou serviço digital, a desenvolver o software, ou até a criar uma proposição de UX/UI Design. Mantenha-se ativo e competitivo no seu mercado.


Fontes: G1, Época

Sugestões ou críticas para nosso blog? Entre em contato pelo endereço mkt@softdesign.com.br.

Foto do autor

Micaela L. Rossetti

Head de Marketing da SoftDesign, é formada em Jornalismo (UCS), mestre em Comunicação Social (PUCRS), e tem MBA em Gestão de Projetos (PUCRS). Especialista em Inbound Marketing e Content Marketing, também atua na área de Marketing Estratégico.

Deseja receber novidades sobre

DESIGN, AGILIDADE e TECNOLOGIA?

SoftDesign