Educação Financeira em Tempos de Covid-19

Tempo de leitura: 5 minutos

Entre as muitas consequências da pandemia mundial de coronavírus, está a crise econômica, que tem preocupado grande parte da população brasileira. Pensando nesse cenário, convidamos a Dr. Wendy Haddad Carraro, professora do Departamento Ciências Contábeis da UFRGS, para apresentar aos nossos colaboradores sua palestra Educação Financeira em Tempos de Covid-19. O objetivo foi de proporcionar um espaço de discussão sobre como lidar com as próprias finanças de maneira responsável.

Plataforma colaborativa

Há alguns anos, Wendy promove oficinas de Educação Financeira dentro da universidade, para universitários e servidores. Além disso, ela coordena a Olimpíada de Educação Financeira da UFRGS, que tem como intuito levar o assunto para jovens e crianças. As pesquisas em torno desse tema são uma constante e delas resultou a plataforma que tem o mesmo nome da palestra apresentada no nosso SoftDrops*.

Educação Financeira em tempos de Covid-19 pode ser acessada pela população e reúne uma série de dicas e informações sobre o assunto. Até porque, segundo a professora, dessa forma é possível agrupar todo o conteúdo em um mural digital e cada um pode se aprofundar naquilo que mais condiz com a sua realidade. Em cada coluna, conteúdos sobre um tema específico são expostos, como ‘reorganização dos gastos pessoais e familiares’, ‘planilhas e aplicativos úteis’, ‘dicas para pequenos negócios e geração de renda’, ‘auxílio emergencial e dicas de investimento’, entre outros. Ah, e a plataforma é colaborativa, ou seja, os usuários também podem compartilhar dicas que julgarem úteis.

Controlar as despesas é essencial

No bate-papo com os colaboradores da SoftDesign, Wendy destacou a segunda coluna do mural, que reúne cards com problemas financeiros comuns e possíveis ações que podem ser colocadas em prática para solucioná-los. “Existe uma grande quantidade da população que, devido ao contexto atual, teve um forte impacto na sua receita – ou com redução de jornadas e salários, ou até mesmo com a suspensão do trabalho -, e essas pessoas obviamente precisam economizar e usar o dinheiro de forma planejada”, comentou a professora.

“Mas para aqueles que perceberam que há uma economia, visto que despesas foram reduzidas devido ao isolamento social – como almoçar ou jantar fora de casa, frequentar eventos de lazer ou sociais, e até mesmo gastos com transporte -, também é importante controlar as despesas para se precaver – afinal, não sabemos quando essa crise irá passar, ou quando outra irá surgir”.

De acordo com Wendy, independente da situação em que a pessoa se encontre, é essencial ter um controle efetivo do orçamento financeiro. Isso pode ser feito por meio de ferramentas como planilhas e aplicativos que proporcionam uma visualização clara dos ganhos e gastos diários, e que viabilizam análises verticais e estipulação de metas. Não adianta confiar na ‘cabeça’: é preciso organizar como se a vida fosse uma empresa, para que seja possível um planejamento de médio e longo prazo.

Garantir o fluxo econômico dos pequenos negócios

Alguns colaboradores levantaram questões relacionadas a resistir às tentações das compras online nesse momento em que todos estão navegando na internet com maior frequência. A professora afirmou então que é preciso desenvolver um gasto consciente, saber dizer ‘não’ e ponderar a real necessidade daquele produto. “Uma dica interessante é se descadastrar de campanhas de e-mails desnecessárias e não frequentar sites de e-commerce que não sejam necessários”.

Ademais, Wendy lembrou que “é importante, inclusive, não gastar esses valores economizados com coisas supérfluas para conseguir continuar pagando pelos serviços daqueles que, atualmente, estão impossibilitados de realizar suas atividades, como profissionais de salões de beleza, de academias, entre outros. Dessa forma, ajudamos a garantir o fluxo econômico dos pequenos negócios e da sociedade como um todo”, finalizou Wendy.

educacao_financeira(2)

*O SoftDrops é um evento de troca de conhecimento que acontece todas as quartas-feiras, na SoftDesign – agora, on-line. A cada semana, um colaborador se predispõe a expor para os colegas algum tema de seu interesse, que tenha relação com os três pilares do nosso negócio: design, agilidade e tecnologia. A minipalestra dura em torno de trinta minutos e é seguida por um bate-papo entre os participantes.