vamos conversar?

Concepção ou Consultoria em UX Design? Como escolher?

Tempo de leitura: 8 minutos

O Design é um dos pilares fundamentais do nosso trabalho, pois entendemos o papel essencial da usabilidade e da experiência de usuário em produtos e serviços digitais. O UX/UI Design coloca o usuário no centro do processo de criação de soluções digitais, com o intuito de humanizar a tecnologia e compreender as necessidades das pessoas que utilizam aplicativos, plataformas e sistemas.

Na SoftDesign, o User Experience (UX) e o User Interface (UI) Design estão presentes em todos os serviços, mas com finalidades distintas. Quais são, então, as ocasiões em que o ideal para solucionar o problema de design é a Concepção? E quais aquelas que pedem por uma Consultoria em UX Design?

Dois serviços, dois propósitos

A Concepção tem por objetivo explorar ideias, entender melhor usuários, identificar funcionalidades e escolher tecnologias. Por meio dela, o produto ou serviço digital é elaborado, com foco no problema que ele resolve e em como gerará valor.

O time da Concepção é multidisciplinar, composto por product managers, arquitetos e designers. Junto ao cliente, eles aplicam técnicas de Design Thinking, realizam pesquisas com usuários (user research), determinam a Proposição de Valor, definem personas e jornadas de uso e planejam a construção do Mínimo Produto Viável (MVP).

Já na Consultoria em UX Design, o designer dedicado ao projeto diagnostica problemas de usabilidade em softwares já existentes, a fim de sugerir melhorias. A partir de uma análise heurística, o profissional projeta e apresenta novas sugestões de design.

Outra possibilidade de aplicação da Consultoria é na criação do novo design de UI de um produto digital, quando o designer efetua pesquisas com possíveis usuários para compreender o contexto de uso. Uma proposição de design é entregue ao cliente que pode desenvolver internamente a solução ou seguir o trabalho com o nosso time.

Nas duas situações acima, o designer faz reuniões frequentes com os demais designers da empresa para explorar o problema e trocar conhecimentos. Assim, o cliente tem acesso a todo o nosso pool de UX/UI designers que podem contribuir, cada um com suas especialidades, de forma diferente para a solução.

Então a Concepção é somente para startups?

Não. É claro que as startups se beneficiam desse serviço porque ele oferece a elaboração de novas soluções digitais e dos seus modelos de negócio, auxiliando na estruturação necessária para dar início, efetivamente, ao desenvolvimento do software.

Porém, empresas consolidadas que estão criando novas soluções em plataformas ou sistemas já existentes, podem precisar da Concepção para pensar nessa nova parte. Por exemplo: um software interno que faz gestão de vendas precisa passar a atender a uma nova necessidade de controle de clientes do departamento comercial.

Além disso, a Concepção pode ser essencial em uma estratégia de transformação digital, já que nela é necessário desenvolver o Product Thinking, ou seja, o pensamento orientado para o produto – que ajuda a transformar necessidades em soluções práticas a serem priorizadas e entregues. Exemplificamos.

Um dos nossos parceiros da área de cartões benefícios (vale alimentação, vale transporte, etc.) possuía um sistema de gestão interna que controlava o saldo de cada cliente (empresa) e de seus colaboradores. Essas informações eram visíveis internamente, porém não podiam ser acessadas pelos clientes: ou seja, para que cada empresa soubesse seu saldo e confirmasse suas transações, era preciso telefonar para o nosso parceiro. Em suma, o usuário final do serviço não conseguia saber seu status e de seus colaboradores de forma digital.

Por meio da Concepção, nosso parceiro entendeu que ele não poderia simplesmente dar visibilidade ao sistema, pois as jornadas de uso e os objetivos dos usuários internos de operação eram completamente diferentes das dos usuários externos: o colaborador do nosso parceiro precisa controlar o saldo de cem clientes, enquanto cada um desses clientes só quer saber o seu próprio saldo. Ou seja, a empresa já tinha o banco de dados, a estrutura e o sistema – e pôde usar essa base. Porém, para este novo público/persona, era preciso pensar como ele iria acessar a plataforma, como a entenderia, quais as suas dores e necessidades, entre outros.

E a Consultoria em UX Design, é somente para produtos já existentes?

Na maioria das vezes. Isso ocorre porque as nossas Consultorias estão sempre orientadas a resolver problemas. O principal objetivo da Consultoria em UX Design é resolver dores de usabilidade e relacionadas à experiência de uso do produto ou serviço digital.

Tais problemas podem ser: os usuários não entendem o sistema; eles reclamam que a plataforma é difícil de usar; as pessoas deletam o aplicativo porque é confuso, etc. Então, o cliente precisa de um estudo que analise como essa usabilidade e interface podem ser modificadas e melhoradas.

Porém, apesar de ser mais raro, a consultoria de UX e UI pode ser usada para propor a usabilidade e interface de um produto novo.  Se o empreendedor tem uma ideia já concebida, já sabe o modelo de negócio, já desenhou os fluxos e tem um time de desenvolvimento próprio, ele pode estar precisando de um especialista em design para pensar na experiência de uso.

Por exemplo: recentemente, realizamos a Concepção para um parceiro. Sua ideia amadureceu e já era possível desenvolver o software, mas ele não tinha todo o aporte financeiro necessário para tal – estava buscando investidores. Com o valor disponível, contudo, ele optou pela Consultoria em UX Design para já criar a interface,  pensar na usabilidade do produto e desenvolver protótipos navegáveis de alta fidelidade. Assim, foi possível materializar ainda mais a sua ideia para apresentá-la a possíveis investidores, o que facilitou a venda do mesmo.

Outros cases

Na Concepção, pensamos em um produto ou serviço digital sob diversos aspectos: proposição de valor, modelo de negócio, design, estrutura funcional, estrutura técnica, arquitetura do software, entre outros. Já na Consultoria em UX Design olhamos somente para o Design, para as jornadas e experiências de uso da solução.

uxdesign_comparativo

Agora que você já sabe qual o melhor serviço para a sua necessidade, basta preencher o formulário para solicitar o contato de um consultor. E se quiser ainda ver outros cases de Concepção ou Consultoria em UX Design, basta clicar nos botões abaixo.

 

Case de Concepção

 

Case de Consultoria em UX Design

 


Sugestões ou críticas para nosso blog? Entre em contato pelo endereço mkt@softdesign.com.br.

Foto do autor

Micaela L. Rossetti

Head de Marketing da SoftDesign, é formada em Jornalismo (UCS), mestre em Comunicação Social (PUCRS), e tem MBA em Gestão de Projetos (PUCRS). Especialista em Inbound Marketing e Content Marketing, também atua na área de Marketing Estratégico.

Deseja receber novidades sobre

DESIGN, AGILIDADE e TECNOLOGIA?

SoftDesign