fbpx

vamos conversar?

South Summit Brasil: O Poder das Startups

Tempo de leitura: 14 minutos

Desde que surgiram na década de 1990, elas transformaram o modelo de negócio e a vida de empresas e pessoas. Algumas delas são responsáveis pelas maiores disrupções existentes na sociedade contemporânea, e antes desse universo virar realidade, compartilhar o carro com estranhos ou dormir na casa de desconhecidos eram cenários totalmente inimagináveis. As startups abriram espaço para a Inovação Aberta e transformaram hábitos e comportamentos. Esse propósito está alinhado ao da South Summit Brasil, plataforma de inovação que reúne empreendedores em busca de novas oportunidades de negócios.

De acordo com o relatório Retrospectiva 2021 da Distrito, no ano passado US$ 9,4 bilhões foram investidos em startups no Brasil – um mercado poderoso que movimenta um volume expressivo de ideias e dólares. Pensando nisso, na 1ª edição da South Summit Brasil, empreendedores e líderes de inovação compartilharam insights importantes sobre o futuro das startups. No segundo artigo desta série, compartilhamos highlights extraídos de algumas das palestras que abordaram o universo das FinTechs e HealthTechs. Entre os principais temas estão: Digital Banking, Telemedicina e Inteligência Artificial na Saúde.

Bancos Digitais Para Clientes Hiperconectados

Na palestra O Digital Banking está aqui para ficar e mudar todo o sistema financeiro, Luiz Ribeiro, Managing Director da General Atlantic e Jean Sigrist, Managing Partner da Neon, falaram sobre o quanto a vida do empreendedor é movida por pressão – por conta das mudanças constantes em nossa sociedade e também pela própria evolução e transformação dos negócios. “Muitos sacrifícios são feitos para manter um produto ou serviço no mercado, mas nem sempre o cliente enxerga isso. Logo, prefiro demorar mais tempo para entregar uma solução, pois assim terei mais chances de ter algo bem testado e impactante”, compartilha Sigrist.

O processo de discutir problemas e tentar minimizar os riscos para o cliente é uma atividade diária na rotina das startups do setor financeiro. Por isso, reconhecer desde o início que o time é o melhor ativo de uma FinTech é uma importante estratégia. “Precisamos investir no desenvolvimento das pessoas, oportunizando desafios que contribuem com a evolução profissional de cada uma. Afinal, pessoas são o nosso business e é essencial manter os negócios alinhados à gestão de colaboradores”, ressalta Sigrist.

De acordo com a plataforma Distrito, as FinTechs lideram a lista de setores com maior volume de investimentos: US$ 3,7 milhões em 2021. Para o Managing Partner da Neon, o espaço ocupado por FinTechs é significativo, mas as instituições financeiras ainda dominam a grande fatia desse mercado no país. “Existe um estigma de que as FinTechs não cobram e, por isso, não são sustentáveis. Entretanto, é preciso compreender que a cobrança existe, porém de uma forma mais respeitosa do que a aplicada pelos bancos tradicionais – sustentados por taxas de juros muito altas. No meu ponto de vista, a grande vantagem das FinTechs é nascer no ambiente digital e falar a língua do cliente sem sotaques”, conclui Sigrist.

Tecnologia Que Transforma Negócios

Na palestra Blockchain como meio para democratizar serviços, um time de CEOs se reuniu para debater as mudanças oriundas do Metaverso e da Web 3.0. De acordo com Fábio Ramos, CEO da Axur, é preciso descentralizar a informação para que as pessoas não se sintam excluídas nesse processo disruptivo. “Sinto hoje a mesma sensação que tinha em 1993, com o início da internet. Estamos vivendo uma mudança de paradigma e a Web 3.0 tem o poder de mudar o mundo. Logo, é normal que o assunto levante dúvidas e questionamentos”.

Falando nisso, o universo de NFTs também tem gerado um certo ceticismo em razão dos altos valores de transações e, por isso, o assunto foi um dos destaques na South Summit Brasil. “O surgimento de uma aplicação pode gerar insegurança e ansiedade, exatamente como aconteceu no início da internet e das startups. Entretanto, acredito que NFTs são a obra de arte do futuro”, ressalta Ramos.

O objetivo do Blockchain também não é dificultar a vida das pessoas, pelo contrário. Para Eduarda Schneider, CEO da Agricon Business, essa tecnologia empodera as pessoas, já que todos passam a ter mais autonomia e dados. “O mundo digital está cada vez mais veloz e robusto. Entretanto, ainda vemos muitas empresas que se posicionam de maneira mais tradicional. Eu acredito que a tecnologia será a responsável por transformar totalmente a forma como fazemos negócios. Na Agricon, conectamos o produtor rural brasileiro ao comprador global de forma direta por meio de Blockchain, priorizando certificação de origem e segurança em todas as negociações. Essa é uma grande revolução para o nosso setor”, explica Eduarda.

palestra Blockchain como meio para democratizar serviços

Palestrantes no Palco da South Summit Brasil. Fonte: Agência Preview.

Débito, Crédito, Cripto

A palestra Os métodos de pagamento alternativos definitivos foi outro grande destaque da South Summit Brasil. Nuno Lopes Alves, Country Manager da Visa, ressaltou que os novos métodos de pagamento não são vistos como concorrentes, mas sim como um pedaço de uma ‘pizza maior’, que beneficia a sociedade por meio da convergência entre os métodos tradicionais e alternativos. “Na Visa, ampliamos os nossos serviços de pagamentos por meio de experiências consolidadas, que adicionam mais segurança e transparências aos processos”.

Segurança também é um tema importante para João Pedro Paro Neto, Consultor Estratégico da MasterCard na América Latina e Caribe. “Estamos vivendo em uma nova realidade, onde precisamos nos preocupar com segurança e Inteligência Artificial para qualificar as transações. Além disso, é importante compreender esse universo de novas moedas para somar experiências e agregar valor aos serviços e produtos oferecidos”.

A consolidação da Web 3.0, do 5G e do Metaverso exigem segurança e tecnologia, principalmente para usuários que efetuam transações financeiras. “Imagino que em pouco tempo as pessoas poderão realizar compras em uma realidade alternativa. O que importa é a segurança para que os usuários possam fazer o que quiserem, da forma como quiserem e em qualquer momento. As empresas e startups precisam se conectar às realidades atuais, apresentando soluções rápidas e práticas”.

Neto ainda destaca que o Marketing é essencial nesse processo, pois as empresas precisam trabalhar de maneira colaborativa, sempre colocando o cliente no centro do debate e da inovação. “Lembre de dar voz aos clientes e estude maneiras de agregar possibilidades ao dia a dia das pessoas. Blockchain, Metaverso e Criptomoedas não são mais perguntas, são realidades, e nesse sentido Visa e MasterdCard já estão trabalhando para conseguir auxiliar seus usuários nessa nova era”.

Saúde em Primeiro Lugar

De acordo com o relatório da Distrito, em 2021 as HealthTechs brasileiras receberam aportes de US$ 530 milhões, e devido a sua relevância no mercado de startups também integraram boa parte dos debates que ocorreram na South Summit Brasil. Na palestra O Poder da Informação na Saúde, Julio Mottin Neto, CEO do Grupo Panvel, destacou que o propósito precisa ser o elemento principal de uma empresa. “Não queremos correr o mesmo risco que a Kodak: a empresa não entendeu que seu propósito era registrar memórias e não vender filmes. Na Panvel o nosso propósito é muito claro: promover saúde. O cliente está no centro da estratégia e é ele que nos fornece informações”.

Além dos dados de navegação e compra de produtos e medicamentos, a Panvel também aplica questionários NPS (Net Promoter Score) a cada venda, com o objetivo de avaliar o atendimento e mapear possíveis gaps. De acordo com Neto, a jornada do cliente é uma estratégia central e informações qualificadas são essenciais para o processo de gestão de pacientes. “Queremos construir um mundo Open Health. Por isso, estamos em busca de startups parceiras para trabalhar com Inovação Aberta e ampliar o uso estratégico da nossa base de dados”.

Público circulando na South Summit Brasil

Público circulando no Cais Mauá, onde foi realizada a 1ª edição da South Summit Brasil. Fonte: Agência Preview.

Saúde e Tecnologia Salvam Vidas

Na palestra Moonshots na Saúde, Roberto Giugliani, Founder da Casa dos Raros (Centro de Atenção Integral e de Treinamento em Doenças Raras), ressaltou que é preciso olhar para a saúde das pessoas de maneira inovadora. “Existem milhares de doenças raras que atingem milhões de brasileiros, espalhados geograficamente pelo país. Muitas vezes é necessário viajar horas e repetir o percurso diversas vezes para ter um diagnóstico – processo que pode retardar a descoberta de uma possível doença em até dez anos”.

A Casa dos Raros nasceu com o objetivo de resolver esse problema. “Utilizando tecnologias entramos em contato com o paciente antes da consulta para coletar informações sobre seus sintomas. Com o auxílio desses dados, todos os exames e atendimentos necessários são agendados em uma única visita ao hospital, acelerando o processo de diagnóstico”, explica Giugliani.

Guilherme Azevedo, Founder da Alice, também concorda que a inovação é essencial no setor da saúde. “Inovação é sobre errar e fazer de novo. Na nossa empresa pensamos na jornada de saúde integral de cada pessoa, e integramos atenção primária digitalmente, coordenando o cuidado do paciente de ponta a ponta. Para isso, a pessoa precisa deixar que seus dados de saúde trafeguem pelo sistema para encontrarmos o melhor tratamento possível. Parece simples, mas é muito complexo”.

Rafael Figueroa, CEO do Portal Telemedicina, ressaltou que o propósito da sua empresa é justamente conectar unidades de saúde de áreas remotas a médicos especialistas. “Utilizamos IoT, dados e Machine Learning para detectar doenças por meio de exames simples”. Luciano Eifler, CEO da ConceptMed, concorda que é tempo de abraçar a Transformação Digital. “Estamos levando robôs de telepresença para diversas Unidades Básicas de Saúde do Brasil, para que as pessoas tenham acesso a médicos especialistas que normalmente não estão presentes nesses locais”, acrescentou.

Humanos e Robôs Unidos em Prol da Medicina

Na palestra A importância da Inteligência Artificial na Saúde, um time de especialistas destacou a relevância das novas tecnologias para o processo de escalada das HealthTechs. Para Guilherme Salgado, CEO do Grupo 3778, no setor de saúde ainda existe muito desperdício como, por exemplo, exames que não precisam ser feitos. “A nossa missão é entender qual o melhor prestador para aquele caso específico. Temos um time multidisciplinar que entra em contato com o paciente para indicar qual é o melhor tipo de atendimento. A IA não vai substituir profissionais de saúde. Porém, é pouco provável que existam, nos próximos anos, profissionais de saúde que não saibam usar essa tecnologia”.

Segundo Renato Cardoso, CEO da Dr. Consulta, a maior ineficiência no setor da saúde é ter um médico com horários vagos. Por isso, a startup criou um algoritmo com Inteligência Artificial para colocar o médico certo no lugar certo. “Aplicamos um algoritmo para montar a escala das pessoas usando horários intermitentes, que são os horários de maior demanda. Essa organização, inclusive, torna a consulta mais barata para os pacientes”.

Além disso, a Dr. Consulta utiliza todos os dados de interação do paciente, que são registrados no Portal, para munir o médico de informações. Desta forma, quando a pessoa chega para realizar a consulta, o médico já possui todo o histórico. “A Inteligência Artificial substitui tarefas e não profissões, e um profissional de saúde não é somente as tarefas que executa, ele é muito mais do que isso”, complementa.

Quer Fazer Parte Do Time de Startups Poderosas?

Nos últimos anos, a SoftDesign trabalhou com diversas FinTechs e HealthTechs, apoiando o desenvolvimento de soluções digitais e a inovação dessas áreas. Isso nos proporcionou experiências e aprendizados. Logo, se você tem uma ideia para um negócio digital, a nossa Concepção é a sua melhor aliada.

Neste serviço, o time multidisciplinar da SoftDesign auxilia startups e empresas consolidadas na elaboração do produto ou serviço digital, entendendo qual problema ele resolve e de que maneira gera valor. Além disso, também te ajudamos a planejar o MVP.

Se você está em busca de inovação, e precisa de um parceiro de tecnologia, entre em contato conosco por meio do formulário abaixo! Juntos podemos criar produtos que serão usados, amados e que gerem valor.



Primeiro artigo desta série: South Summit Brasil: highlights da 1ª edição

 

Sugestões ou críticas para nosso blog? Entre em contato pelo endereço [email protected]

Foto do autor

Pâmela Seyffert

Marketing & Communication na SoftDesign, Jornalista (UCPEL) com especialização em Gestão Empresarial (UNISINOS) e mestrado em Comunicação Estratégica (UNL). Especialista em comunicação e criação de conteúdo.

Deseja receber novidades sobre

DESIGN, AGILIDADE e TECNOLOGIA?

SoftDesign