Loading Softdesign

SoftDictionary: Tecnologias para Web

Ernani Ely Jr
por Ernani em 30/08/2018
7 minutos de leitura

Você sabe o que significam HTML, CSS, JavaScript, Angular, TypeScript, React, PHP e Phyton? Abaixo nós esclarecemos esses termos relacionados ao Desenvolvimento de Software para web.

Para construir produtos digitais, devemos utilizar um conjunto de tecnologias que melhor se adequem as necessidades e restrições dos mesmos. Existem tecnologias mais fáceis de usar, outras que favorecem a manutenção, aquelas que são próprias para web, outras ainda específicas para produtos mobile… Cada projeto é composto por uma espécie de ‘sopa de letrinhas’ que reúne essas tecnologias complementares, visando melhor atender aos seus requisitos.

Para esclarecer alguns termos comuns à construção de produtos digitais, segue abaixo um breve glossário de tecnologias usadas no desenvolvimento para web. Com ele, você pode sanar algumas dúvidas e facilitar o seu diálogo conosco.

HTML

HTML não é uma linguagem de programação, já que ela não é usada para criar algoritmos. Na verdade, ela é o que chamamos de linguagem de marcação, usada para estruturar o conteúdo de páginas web, definindo itens como parágrafos, cabeçalhos, tabelas, links; e também para inserir imagens e vídeos nas páginas. O HTML se tornou um padrão para toda a web, sendo utilizado por todas as páginas e browsers. A sua última versão, HTML5, também pode ser utilizada para a criação de aplicativos mobile nativos.

CSS

CSS é um mecanismo para adicionar estilo (cores, fontes, margens, alinhamento, etc.) nas páginas HTML. O CSS é muito útil pois permite criar ‘folhas de estilo’ que serão reutilizadas em diversas páginas HTML, simplificando o trabalho de alteração de estilos.

JavaScript

O JavaScript é uma linguagem de programação que foi originalmente criada para ser interpretada pelo browser, ou seja, para ser usada junto com o HTML, adicionando comportamentos dinâmicos às páginas (por exemplo: validação de campos, mensagens que aparecem para o usuário, cálculos, etc.). Apesar de ainda ser a linguagem mais importante para esse uso (no browser), hoje em dia o JavaScript também é muito utilizado ao lado do servidor, com o crescimento de ambientes como o Node.JS.

Angular

Como vimos, o HTML foi pensado para construir páginas estáticas, e o JavaScript é o que permite que elas sejam dinâmicas. O Angular é uma plataforma que permite que os desenvolvedores ampliem a capacidade do HTML por meio da criação de novos elementos e templates, que possuem o JavaScript como conteúdo. Isso possibilita que os programadores construam interfaces mais ricas, ou seja, com melhor interação para o usuário, e também que o façam com maior velocidade. O Angular incorpora muitos controles que, sem ele, teriam de ser feitos manualmente, como por exemplo mostrar uma tabela cujas linhas são a representação dos valores contidos em um objeto, ou ainda mostrar/esconder elementos na tela baseado em valores de variáveis. No AngularJS a programação é feita em JavaScript “puro”, já no Angular versão 2 em diante, a programação é realizada em TypeScript.

TypeScript

O TypeScript, por sua vez, é uma linguagem de programação criada pela Microsoft em que um tradutor transforma TypeScript em JavaScript para que seja interpretado corretamente nos lugares onde já é possível a utilização de JavaScript. Então por que não usar o Javascript simplesmente? Porque o TypeScript possui recursos e facilidades que o Javascript não dispõe. Por exemplo, o uso estrito de tipos em variáveis. No JavaScript uma variável de texto pode mudar para armazenar um valor numérico, enquanto no TypeScript ela sempre armazenará texto. O TypeScript tem se mostrado um grande aliado ao JavaScript, isso porque muitas das novas funcionalidades que ele lança acabam sendo incorporadas em versões posteriores do JavaScript.

React

O React é uma alternativa ao Angular criada pelo Facebook. Ainda que se prestem ao mesmo objetivo, tecnicamente eles tem estratégias diferentes, e, por isso, alguns desenvolvedores preferem um ou outro. Diferentemente do Angular, o React é um pouco mais ‘cru’ e não possui tantos aparatos de auxílio, porém ele provê toda estrutura necessária para que o desenvolvedor acople a ele suas soluções ou componentes de terceiros que queira utilizar. Pelo fato de ser mais enxuto, o React acaba sendo mais leve e tendo uma performance melhor. Nele a programação é feita em JSX.

PHP

O PHP é uma linguagem de programação para o desenvolvimento de software, usada principalmente para o desenvolvimento web. Ele permite criar funções dinâmicas para interação com o usuário como, por exemplo, formulários. O PHP ainda viabiliza o uso de recursos como banco de dados, envio de e-mail e integração entre sistemas. O que diferencia o PHP do JavaScript é que o código PHP é executado no servidor, gerando o HTML que é então enviado de volta para o navegador. O navegador recebe os resultados da execução desse script e exibe o HTML atualizado para o usuário.

Python

O Python é uma linguagem de programação muito poderosa e versátil. Por suas características técnicas, ela é utilizada como linguagem de scripts em muitos tipos de software especializados, incluindo softwares estatísticos e matemáticos, além de IOT (internet das coisas). Porém, ele entra nessa lista porque também pode ser utilizada como linguagem de desenvolvimento para a web, sendo inclusive combinada com frameworks como Django, Flask ou Pyramid, que aceleram o desenvolvimento de aplicações web.

 

Gostou deste nosso SoftDictionary? Se você tiver outras dúvidas, entre em contato conosco. E se quiser saber mais sobre Desenvolvimento de Software, baixe o nosso material!

Acessar conteúdo